- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

InícioDistrito FederalDesemprego se mantém estável no DF em janeiro

Desemprego se mantém estável no DF em janeiro

O Instituto de Pesquisa e Estatística do Distrito Federal (IPEDF) e o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) apresentaram, nesta sexta-feira (23), os resultados das pesquisas de Emprego e Desemprego (PED) do Distrito Federal, da Periferia Metropolitana de Brasília (PMB) e da Área Metropolitana de Brasília (AMB) referentes ao mês de janeiro.

No mês passado, a taxa de desemprego ficou em 15,8%, mesmo patamar de janeiro de 2023 e pouco acima do percentual registrado em dezembro último (15,5%). Apesar da relativa variação positiva na taxa de desemprego na comparação mensal, o resultado ainda está abaixo do observado nos três primeiros trimestres do ano anterior.

A taxa de desemprego ficou em 15,8%, mesmo patamar de janeiro de 2023 e pouco acima do percentual registrado em dezembro último (15,5%) | Foto: Joel Rodrigues/Agência Brasília

Periferia Metropolitana de Brasília

A taxa de desemprego na PMB ficou em 15,8% em janeiro, menor do que a registrada no mesmo mês do ano passado (19,1%) e em dezembro de 2023 (16,8%). Os 12 municípios que compõem a PMB são Águas Lindas de Goiás, Alexânia, Cidade Ocidental, Cocalzinho de Goiás, Cristalina, Formosa, Luziânia, Novo Gama, Padre Bernardo, Planaltina, Santo Antônio do Descoberto e Valparaíso de Goiás.

Área Metropolitana de Brasília

Na AMB, que agrega os contingentes pesquisados no DF e na PMB, a taxa de desemprego caiu de 16,7% para 15,8% entre janeiro de 2023 e 2024, reduzindo o contingente de desempregados devido aos 81 mil novos postos de trabalho, número superior às 73 mil pessoas que entraram no mercado de trabalho. O resultado é menor que o observado em todos os meses do ano passado, exceto dezembro, que apresentou o mesmo índice.

*Com informações do IPEDF

Fonte: Agência Brasília

Comentários

Agência Brasília
Agência Brasíliahttps://www.agenciabrasilia.df.gov.br
Agência de notícias do governo de Brasília.

- PUBLICIDADE -

Últimas

Newslleter

- PUBLICIDADE -