- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

InícioDistrito FederalAberta temporada de inscrições ao Prêmio Candanguinho

Aberta temporada de inscrições ao Prêmio Candanguinho

Estão abertas as inscrições ao II Prêmio Candanguinho de Poesia Infantojuvenil, promovido pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa (Secec) em parceria com o Instituto Cidade Céu. As inscrições são gratuitas e seguem até 11 de novembro, pelo site da premiação.

O Candanguinho vai premiar trabalhos nas três categorias: infantil (de 6 a 12 anos), juvenil (de 13 a 17 anos) e pessoas com deficiência (PcDs, de 6 a 17 anos) – todas devem ser moradoras do DF e da Região Integrada de Desenvolvimento (Ride).

Na Biblioteca Nacional de Brasília, público teve acesso a diversas atividades de entretenimento | Foto: Hugo Lira/Secec

Os dez melhores trabalhos em cada faixa serão publicados nos formatos de livro impresso, braile e audiolivro. Os três melhores em cada categoria receberão smartphone (primeiro lugar), tablet (segundo) e leitor de e-book (terceiro), além de dez exemplares da obra.

“Não se intimidem diante do desafio de escrever poemas, botem para fora os sentimentos”
Bartolomeu Rodrigues, secretário de Cultura e Economia Criativa

Na terça (18), a Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) recebeu 150 estudantes de educação infantil, ensino médio e educação especial para marcar o início das inscrições. Ao longo da tarde, eles lancharam e vivenciaram duas horas de atividades culturais.

“Eu vivo das palavras, e superei muitas barreiras ao aprender a lidar com elas”, afirmou o secretário de Cultura e Economia Criativa, Bartolomeu Rodrigues, durante o encontro com os estudantes. “Não se intimidem diante do desafio de escrever poemas, botem para fora os sentimentos.”

Atividades

“Entendemos que o Candanguinho, assim como o Candangão [Prêmio Candango de Literatura], deve se tornar política de Estado de cultura, fortalecendo o lugar de Brasília como polo de literatura”, disse a assessora especial da Secec, Beth Fernandes, uma das idealizadoras do projeto e jurada no concurso.

“A poesia nos acalenta e nos transporta para um mundo melhor”, celebrou a cordelista Sheila Gualberto Borges Pedrosa, gerente da Biblioteca Pública de Brasília e também integrante do corpo de jurados. Fazem parte ainda do júri os escritores Isolda Marinho, Gracia Cantanhede e Maurício Witczak.

Já a curadoria do Candanguinho fica sob a responsabilidade da escritora Cristiane Sobra, editora especializada na publicação de obras de autores negros. “Queremos formar escritores e leitores e fomentar, por meio da literatura, o pensamento crítico, a criação de outras realidades, mexer no imaginário, fortalecer a identidade, a subjetividade”, declarou ela.

Com experiência em outros concursos, como o Prêmio Jabuti, e à frente da Aldeia de Palavras, Cristiane afirmou que espera receber um número expressivo de inscrições, com destaque para autores do público PcD. “Que a inclusão possa acontecer cada vez mais em nossos espaços literários”, disse. Ela lembrou que esses autores poderão enviar suas inscrições em áudio, caso possuam dificuldade motora para escrever.

*Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Fonte: Agência Brasília

Comentários

Agência Brasília
Agência Brasíliahttps://www.agenciabrasilia.df.gov.br
Agência de notícias do governo de Brasília.

- PUBLICIDADE -

Últimas

Newslleter

- PUBLICIDADE -