- PUBLICIDADE -

- PUBLICIDADE -

InícioBrasilMecias de Jesus critica fala de Lula sobre Israel

Mecias de Jesus critica fala de Lula sobre Israel

O senador repudiou as declarações do presidente da República que comparou as ações de Israel ao Holocausto

O líder do Republicanos no Senado, Mecias de Jesus, em discurso no plenário da Casa Alta, criticou as colocações do presidente Lula que comparou a reação de Israel, aos ataques sofridos no último dia 7 de outubro, ao holocausto nazista, praticado contra os judeus na Segunda Grande Guerra.

“Não poderia existir declaração mais inapropriada. Ela revela profundo desrespeito à memória e às famílias daqueles que sucumbiram no martírio dos campos de concentração nazista, construídos pela Alemanha de Hitler”, afirmou o senador.

Mecias apontou que a guerra empreendida hoje por Israel, contra o Hamas, é um rechaço às ações do grupo terrorista, que invadiu Israel durante a realização do Festival Supernova, onde contava com a presença maciça de jovens israelenses e oriundos de outras nacionalidades.

“Israel quer o retorno de suas cidadãs e cidadãos para que, finalmente, possa se encaminhar uma solução para o impasse vivido”, disse o senador.

O parlamentar afirmou ainda que essas declarações de Lula só desabonam o país internacionalmente, uma vez que o governo israelense declarou o presidente brasileiro como “persona non grata”, proibindo-o de pisar em seu território.

“Tudo isso nos enche de desonra, e a maioria do povo brasileiro não concorda com a política externa que vem sendo posta em prática pela administração do presidente no nosso país. A diplomacia brasileira jamais assumiu tal condenável linha de ação”, destacou.

Mecias também parabenizou o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, que solicitou retratação do presidente Lula, diante da comparação infeliz que fez, entre a reação do governo de Israel à agressão praticada pelo grupo terrorista Hamas, e as ações criminosas de Hitler no holocausto nazista.

“A população brasileira, em sua maioria, repudia a agressão infundada que o presidente da República cometeu contra Israel”, complementou Mecias.

Comentários

- PUBLICIDADE -

Últimas

Newslleter

- PUBLICIDADE -